segunda-feira, 31 de março de 2014

Trabalhadores portuários de Itacoatiara voltam a trabalhar após nove anos

Porto de Itacoatiara (Foto Blog da Floresta)
Apesar do porto de Itacoatiara continuar com a sua reforma inacabada e fora de operações, os trabalhadores portuários do município voltaram a trabalhar depois de longos nove anos, tempo que dura a interminável reforma do porto.

Por conta de uma parceria firmada entre o Órgão Gestor de Mão de Obra Portuária (OGMO), os diversos sindicatos da categoria e a empresa Hermasa, cerca de 100 trabalhadores voltaram a ter trabalho. Eles se revezam em turnos de 12 horas, descarregando um navio vindo de Israel, com uma carga de 31 mil toneladas de fertilizantes, que está ancorado no porto da empresa desde o dia 21 de março.

As informações foram passadas pelo gerente operacional da Hermasa, Vadislau Valenga, e por Jorge Zanatta, diretor da divisão de navegação, ao ex-senador João Pedro, em visita de cortesia a empresa, realizada na última quarta-feira (26).

“É com grande alegria que recebemos essa notícia, pois esses trabalhadores encontravam-se sem trabalho e, consequentemente, sem uma renda digna para suas famílias há quase dez anos”, disse João Pedro aos dirigentes da Hermasa.

A comemoração do ex-senador ocorreu em virtude do retorno das atividades ser fruto de uma articulação sua, junto a direção maior da empresa, ocorrida em janeiro deste ano. A articulação veio depois de uma reunião de João Pedro com a categoria, ocorrida na sede do Sindicato dos Estivadores de Itacoatiara, quando os trabalhadores e o vereador Francisco Rosquildes (PT), fizeram uma série de reivindicações a João Pedro, que atualmente assessora a liderança do governo Dilma no Senado.

João Pedro afirmou também que, mesmo com a volta ao trabalho desses portuários, continuará empenhado para que seja concluída a reforma do porto e, consequentemente, o seu retorno às operações, que é a reivindicação principal dos trabalhadores portuários da ‘Velha Serpa’. Reproduzido do Amazon Fest.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.