sábado, 3 de novembro de 2012

Pedagogo é preso em flagrante acusado de estupro

A população de Jacareacanga está indignada com um crime de estupro ocorrido no ultimo dia 1° de novembro contra um menor de 12 anos de idade.
O acusado Altemar Gomes Prata, de 38 anos, pedagogo, estava trabalhando como coordenador pedagógico da Escola Municipal de Ensino Fundamental Carmem Valente da Silva, do município de Jacareacanga.
Segundo o depoimento prestado pela vítima G.C.C, no dia 1º de novembro por voltas das 15 horas, foi levar na residência de Altemar um chapéu para ser decorado com penas e plumas, uma vez que a vítima iria participar de um evento cultural na escola, fantasiado de Chacrinha.
Segundo o depoimento da vítima, ao entrar na casa do pedagogo, foi levada a força para um quarto da residência e com a porta trancada o acusado o ameaçou com uma faca, o forçando a ter relações sexuais. Após satisfazer seu desejo bestial,  Altemar Prata se descuidou e o adolescente correu pra casa de uma professora aonde pediu socorro e contou o ocorrido. Assim que o fato foi levado ao conhecimento da Delegada de Polícia Civil Eliete Cristina Alves (Titular da Delegacia da Mulher de Itaituba), que esta tirando plantão em Jacareacanga, a mesma juntamente com sua equipe de policiais civis, Investigadores Benedito Fortunato Costa da Silva e  Raimundo Figueira de Souza, se deslocaram até a Escola Carmem Valente e deu voz de prisão ao pedagogo  Altemar Prata no pátio da escola.
Para a Delegada Eliete Cristina, com a prisão do acusado outras pessoas estão fazendo denuncias graves contra o pedagogo. “Chamamos de demanda reprimida as denúncias que chegaram até a polícia contra o acusado”, disse a delegada, acrescentando que foi feito o exame de ato libidinoso diverso da conjunção carnal, e foi confirmado que houve relação sexual com o menor.
De acordo com informações da Delegada Eliete Cristina Alves, o juiz da Comarca de Jacareacanga  Edilson Vieira, manteve o flagrante e o transformou em prisão preventiva. “É uma acusação grave.  Altemar Prata, foi preso em flagrante Delito por incorrer no crime de estupro de vulnerável, que está pautado no Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro”, reforça a Delegada da Policia Civil Eliete Cristina Alves, acrescentando que o acusado será transferido para a cadeia publica de Itaituba ainda hoje (03).
Texto: nonato silva
Fotos: Arquivo/Policia Civil

4 comentários:

  1. Parabéns a vc Ivanio pelo blog que vc continue sempre postando essa notícias aí de Jacaré

    ResponderExcluir
  2. Não posso acreditar que esse professor fez essa barbaridade com essa criança....Dele ter feito sua opção sexual eu até que entendo, mas agora fazer isso com um menino de 12 anos, fica difícil de aceitar isso. Que fique certo todo aqueles que praticam isso com menores, que um dia a casa cai. Eu sou solidário com a família da vitima.

    ResponderExcluir
  3. Esse é o destino daqueles que fazem maldades com pessoas inocentes, ou seja irá parar na cadeia e servirá de mulherzinha para os presos.

    ResponderExcluir
  4. Como que uma pessoa instruída e formada, comete esse erro na vida?? Se fosse uma pessoa desinformada sem estudo e sem conhecimento da experiencia de vida, aceitaríamos, não o ato mas o erro por ser ignorante no conhecimento da Lei. Quantas crianças jovens foram assediadas e até molestadas por esse rapaz? ninguém se sabe, pois as vitimas vivem comedo até mesmo do preconceitos daqueles que poderiam ajudar em vez de criticar as vitimas no momento de gracejos entre amigos...

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.