terça-feira, 6 de janeiro de 2015

AÉCIO NEVES COM OS DIAS CONTADOS

COM OS DIAS CONTADOS, Agora a maioria parlamentar mineira vai dar andamento às denúncias acumuladas – e engavetadas – em 12 anos de governos tucanos.
Reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (Alemg) da bancada do bloco parlamentar Minas Sem Censura (PT-PMDB-PRB) deverá definir, hoje (6), qual será o quadro de apoio ao governador petista,Fernando Pimentel.
Na atual formatação, o bloco MSC reúne 21 dos 77 deputados que compõem a Alemg.
''O bloco deverá ganhar novos aliados, como o PC do B e o PR, e tornar-se majoritário no apoio ao novo governador – é essa a composição que pretendemos fechar”, afirma o deputado estadual Rogério Correia (PT), principal líder da oposição aos governos tucanos de Minas.
Segundo Correia, os mandatos tucanos foram marcados por boicotes para dificultar o trabalho da oposição.
“Durante os 12 anos do PSDB, a oposição foi impedida de instalar CPIs”, afirma. O petista foi reeleito para um quarto mandato estadual, após receber mais de 72 mil votos nas eleições de 2014.
Leia mais na Agência PT de Notícias http://bit.ly/1xAnWfc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.