quarta-feira, 15 de abril de 2015

Os Perigos do Julgamento

Os Perigos do Julgamento
“Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós”. – Mateus 7:1-2.
É um costume muito comum entre as pessoas o julgamento precipitado. Analisamos a vida dos outros segundo padrões de comportamento, estética e conhecimento que pensamos ser ideais para todos os homens, fazendo assim comparações e críticas ao que consideramos “fora da nossa normalidade”.
Contudo, a Palavra de Deus é bem clara quando se refere a esse assunto. O Senhor Jesus disse: “não julgueis, para que não sejais julgados” Mateus 7:1 e o apóstolo Paulo, quando escrevia a carta aos Romanos, no capítulo 14, declarou que haveriam diferenças entre as pessoas, mas isto não era motivo para que um irmão julgasse o outro pelos seus próprios padrões: “Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu. Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio Senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar” Romanos 14:2-4.
Existem milhares e mais milhares de diferenças entre as minhas percepções e maneira de enxergar certas áreas da vida e entre as SUAS percepções e maneira de ver a vida! Um verdadeiro cristão não se apegará a essas diferenças, mas naquilo em que há igualdade: buscamos ao mesmo Cristo? Vivemos a mesma Fé? Temos o mesmo Amor? Fazemos parte da Igreja de Cristo? E queremos que mais pessoas sejam Salvas?
Se a resposta for SIM a todas estas perguntas, saiba, independente da sua denominação evangélica, és meu Irmão, Amigo e Cooperador. O restante, são meros detalhes… Por Fernando Heitor de Siqueira

Um comentário:

  1. Nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.