quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Aparece nome de Anastasia na Lava Jato

Tucanos na mira: antes de Anastasia, Sérgio Guerra também foi acusado de receber propina
Depois do falecido presidente do PSDB Sérgio Guerra, acusado de receber R$ 10 milhões, o ex-governador é o tucano da vez, com R$ 1 milhão
Ex-governador mineiro e sucessor do tucano Aécio Neves no Palácio da Liberdade, o agora senador Antônio Anastasia (PSDB) foi citado como receptador de propina do esquema de corrupção de Alberto Youssef. O doleiro está preso em Curitiba na superintendência da Polícia Federal, por conta da investigação sobre desvios de recursos da Petrobras por meio de licitações fraudulentas.
A revelação foi feita pelo jornal “Folha de S. Paulo”, desta quinta-feira (8). A reportagem afirma que o policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho (codinome “Careca”) entregou a Anastasia, em mãos, R$ 1 milhão, quando este se candidatou ao governo de Minas, em 2010.
Na época, Anastasia, vice de Aécio, havia assumido o governo quando o padrinho político havia se afastado do cargo para disputar uma cadeira no Senado Federal. Oliveira Filho é o mesmo delator que denunciou o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) como beneficiário do esquema de corrupção na Petrobras, ao também receber dinheiro entregue pelo policial.
Anastasia nega tudo. Em nota divulgada ainda nesta manhã, o senador eleito afirmou não conhecer e nunca ter falado nem com o policial, nem com o doleiro. O tucano se disse “tomado de forte indignação” com a denúncia.
“Uma acusação falsa e absurda como essa me leva a completa indignação e mesmo revolta. Não sei o motivo de tal inverdade no âmbito dessa operação, mas, sem dúvida, misturar falsidades com fatos verdadeiros possa ser uma estratégia dos culpados”, manifestou Anastasia, em nota à imprensa.
Segundo a “Folha”, no depoimento prestado em 18 de novembro passado, e agora sob análise da Justiça Federal do Paraná, o policial conhecido como “Careca” relatou ter entregue o dinheiro a Anastasia em uma casa de Belo Horizonte, a mando de Youssef.
O reconhecimento de Anastasia pelo policial, diz o jornal paulista, foi feito mediante a apresentação de uma fotografia pelos investigadores da PF. Oliveira Filho chegou a ser preso, em outubro, foi afastado temporariamente da PF, mas acabou solto com o encerramento do prazo da prisão temporária.
O depoimento, informa o jornal, ainda não foi repassado à Procuradoria Geral da República, que tem a atribuição de investigar e processar congressistas. Anastasia restabeleceu o foro privilegiado desde que se diplomou como senador, em dezembro passado, às vésperas do início do recesso do Judiciário. O procurador geral, Rodrigo Janot, deve apresentar denúncia conta Cunha ao Supremo Tribunal Federal na retomada das atividades judiciais. Por Márcio de Morais 
E agora Inercia TUCANA?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.

Pela FÉ

Pela FÉ

De ponta a ponta ligado com o Mundo!

De ponta a ponta ligado com o Mundo!
FORUM PERMANENTE DE DEBATES Eis minha intenção em criar este espaço; as matérias que forem publicadas no FARO FINO, se produzirem comentários serão respondidas respeitando a opinião dos leitores. Todos os comentários devidamente assinados serão considerados e publicados, desde que não exponha a moralidade de pessoas. Evidentemente que comentários imorais ou que visem ridicularizar, humilhar pessoas também serão descartados.

Muitas vezes por sermos homens de projeção publica, posamos de vidraças, e as pedras dos insensatos, de longe são atiradas, mesmo não querendo o FARO FINO para essa finalidade, também posso ser pedra de estilingue, ou até a funda que Davi usou para tirar de orbita o gigante Golias.