quinta-feira, 17 de julho de 2014

Míssil abate avião da Malaysia Airlines com 295 pessoas na Ucrânia

Avião que caiu é semelhante a esta aeronave
Um míssil abateu o voo MH17 da Malaysia Airlines, com 295 pessoas a bordo, na fronteira da Ucrânia com a Rússia. A informação foi confirmada por agências de inteligência dos Estados Unidos. A autoria do disparo ainda é investigada, mas separatistas russos são os principais suspeitos. Não há sobreviventes.
Um sistema de radar identificou um míssil terra-ar ser disparado e ir em direção ao avião comercial, pouco antes de a aeronave cair. Um segundo sistema de radar identificou o rastro de calor do míssil no momento em que o Boeing 777 foi atingido. A trajetória do míssil está sendo analisada para que seja possível determinar a autoria do disparo.
O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, havia afirmado pouco após a queda do avião de que se tratava de um ato terrorista dos separatistas pró-Rússia que controlam o leste da Ucrânia. "Isso não foi um incidente, isso não foi uma catástrofe, foi um ato terrorista", disse. Do UOL, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.