terça-feira, 25 de março de 2014

Deu no Blog da SEMAI

 Munduruku e Semai NO CAMINHO CERTO
 FARINHA MUNDURUKU  -  JACAREACANGA PARÁ
Ontem dia 24 (segunda feira) estiveram reunidos na SEMAI lideranças indígenas da aldeia NOVA TAPAJÓS, onde a referida comunidade produziu e trouxe para comercializar no mercado de Jacareacanga, mais de uma tonelada de farinha de excelente qualidade, a secretaria municipal de assuntos indígenas sempre apoiando a iniciativa das comunidades na intenção de garantir o mercado e a venda dos produtos com a certeza de valorizar cada indígena e sua produção que logo em seguida foi vendida ao Comercial Primavera.

A comunidade Nova Tapajós, estará fazendo parte do projeto Farinha Munduruku e já adquiriu seu Kit Farinheira para aumentar ainda mais sua produção.

O cacique Venâncio Krixi afirmou que essa iniciativa da comunidade é devido a valorização da farinha e apoio da SEMAI na escoação e comercialização, isso facilita e beneficia nossa comunidade, disse o Cacique.


Para uma das lideranças o índio Raimundo Waro, disse que: A certeza que tenho é que fazer FARINHA com qualidade nos dá um valor recebido por saca, melhor que antes, onde eram pagos R$ 0,80 centavos o quilo, chegando até R$ 50,00 a saca, isso deixava meu povo desanimado, mas hoje recebemos R$ 200,00 por saca de 50quilos, nosso produto melhorou e ficou valorizado devido o apoio recebido da secretaria indígena e do prefeito Raulien. Disse Waro.

O prefeito Raulien Queiroz, parabenizou a comunidade pela qualidade da farinha e afirmou que essa farinha não fica a dever nada as outras de outras região que está há mais tempo no mercado, citou exemplos da diferença da qualidade da farinha que antes os indígenas produziam e que era uma farinha escura e de pouca aceitação. Mas agora disse o prefeito, vejo que a produção está sendo de qualidade e que famílias estão recebendo apoio para terem seus produtos oriundos da roça valorizado através da SEMAI e de sua equipe, vejo também que essa pratica tem contribuído para a valorização e traz dignidade as famílias produtoras evitando o assistencialismo. O prefeito ainda parabenizou o secretário Ivânio e equipe pelo trabalho desenvolvido e teceu comentários elogiosos ao técnico da EMATER-PA Raimundo Dellival pelo apoio técnico que ele vem dando ao projeto da farinha.
Para o técnico Raimundo Delival, é sempre prazeroso participar de ações que valoriza as técnicas da produção e que melhora a vida de pessoas envolvidas, para mim, disse ele, levar a Emater-Pa em ações que melhoram a vida das pessoas é garantir um futuro a cada uma delas. Agradeceu as palavras de apoio do prefeito e parabenizou a secretaria indígena e ao secretário Ivânio pelos trabalhos que surtem efeitos positivos na região e na vida dos índios Munduruku.

Roberto Strapasson secretário de administração, afirmou que essa pratica gera renda e traz para as famílias dignidade, pois as famílias envolvidas no projeto tem a certeza de seu produto valorizado, parabenizou a comunidade pela qualidade da farinha e a secretaria indígena pela visão.


Hélio Miranda, secretário de Agricultura, afirmou que a comunidade Nova Tapajós está no caminho certo, pois a farinha é de excelente qualidade e isso facilita a sua venda nos comércios.


Para o secretário Ivânio Alencar, isso é um dever de nosso governo e compromisso de Raulien Queiroz, principalmente as comunidades que estão fazendo parte desse projeto, estamos dando para as famílias oportunidades de crescimento e melhor qualidade de vida ensinando e melhorando sua produção, sabemos do valor que cada família representa para economia de nosso município, esse projeto é apenas uma fonte que liga esse povo a sua cultura, e isso gera renda e valorização dos envolvidos no projeto. disse Alencar.


O diretor da SEMAI, Augusto Martins, afirma que somente em janeiro e fevereiro foram produzidas por 20 famílias 12 toneladas de farinha e vendidas no comercio de Jacareacanga e feira municipal devido à boa aceitação do produto que gerou uma renda de mais de R$ 46.000,00 (QUARENTA E SEIS MIL REAIS) para as famílias produtoras. Disse Martins. 
Estiveram nessa reunião a reportagem e equipe da TV SBT de Itaituba, onde na ocasião participaram e conheceram o projeto da farinha Munduruku, o repórter Mauro Torres foi muito profissional nas perguntas e certamente obteve as respostas dos entrevistados. 
PREFEITURA, SEMAI e EMATER-PA realmente estão no caminho certo com esse projeto, disse Rafael Manhuary Munduruku. Fotos Arquivo SEMAI, texto Nayara

Um comentário:

  1. Isso é fato, e contra fatos não ha argumentos.

    Se tem duvidas pergunte das famílias envolvidas nesse projeto o que eles pensam de tudo isso?

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.