quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Jacareacanga NO CAMINHO CERTO



A equipe da Secretaria de Assuntos Indígenas (Semai), Emater-Pa, e Funai, estiveram nesta terça feira pela manha visitando a aldeia Karapanatuba na intenção de apresentar com detalhes aos indígenas o projeto Farinha Munduruku, que vem ganhando espaço no mercado local e das cidades próximas a Jacareacanga, inclusive o estado do Amazonas.

As lideranças representadas pelo tuxaua Abraão, solicitou das instituições presentes na reunião apoio para melhoria da casa de farinha existente na aldeia pelo fato de não oferecer condições de trabalho na produção da farinha, o mesmo agradeceu a secretaria indígena e aos parceiros pela visita e estendeu apoio às ações que serão desenvolvidas na comunidade com a participação de todos daquela localidade. As famílias que participaram da reunião se comprometeram em apoiar e participar dos trabalhos.
Serão feitas a reforma da casa de farinha, colocação de equipamentos para beneficiamento da produção e garantir a comunidade dias melhores, ficando responsáveis pela melhoria e reforma SEMAI, EMATER-PA e FUNAI, para o secretário Ivânio Alencar, que buscou junto a FUNAI de Jacareacanga parceria já que a Emater sempre esteve presente nas ações, essa parceria se faz necessário para melhorar a qualidade de vida da aldeia Munduruku. Pois isso é a marca do governo Raulien Queiroz que sempre apoiou as ações da SEMAI na intenção de melhorar a vida dos Munduruku. Não queremos ensinar as famílias indígenas fazerem farinha, disse o secretário, e sim garantir para cada uma delas o direito de terem seus produtos da roça valorizados, na intenção de geração de renda e garantia de sustentabilidade do projeto.

Os trabalhos de reforma serão feitos em mutirão onde todos inclusive os comunitários darão de contra partida sua participação na reforma.

Para Raimundo Delival da Emater-Pa, se colocou a disposição para após a reforma da casa de farinha, voltar juntamente com a equipe da Semai para realizar novamente outro curso de capacitação e beneficiamento da farinha para garantir a comunidade uma produção de qualidade.

A comunidade indígena Karapanatuba recebeu a equipe com alegria, e no decorrer da reunião fomos surpreendidos pelas índias que nos pintaram o rosto com URUCUM foi um momento de descontração para todos.

O servidor da Funai de Jacareacanga Winclas, garantiu apoio mediante as ações desenvolvidas pela Secretaria de Assuntos Indígenas e Emater-Pa nas aldeias, foi lavrado uma ata de reunião para firmar o acordo entre as instituições e comunidade na garantia de participação de todos. Texto e Foto NAYARA

2 comentários:

  1. Agora eu sei de onde vem a expressão CARA VERMELHA....kkkkk vem de Jacareacanga da aldeia Karapanatuba. rsrsrsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Parabéns amigos pelo trabalho de vocês.

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.