quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Mulher quase morre após seio ficar 10 vezes maior

Leah Suchecki, 35 anos, foi levada às pressas para uma cirurgia de emergência depois de um de seus seios ter aumentado dez vezes mais que o normal. A informação é do jornal inglês The Sun desta terça-feira (19).
De acordo com o jornal, o seio da mãe de três filhos inchou após a “explosão” de um implante mamário.
Segundo os médicos, o material era tóxico e poderia matar. Porém, ela deu entrada no hospital e foi operada antes que seu sangue fosse envenenado.
O cirurgião plástico Mauro Speranzini, da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), explica que o papel da cirurgia plástica é fazer a mulher "se sentir melhor e aumentar sua autoestima”. Porém, elas devem tomar cuidados especiais sobretudo com o tamanho escolhido.
— Há mulheres que não têm nada, que têm o tórax parecido com de um homem. Em relação ao tamanho, não se deve buscar seios que servem para chamar atenção de outras pessoas, como por exemplo, ter mamas grandes com o intuito de aparecer na mídia. Mamas grandes podem provocar problema de coluna, na região torácica e no pescoço.
Além disso, para o cirurgião Ruben Ribeiro Penteado, também membro titular da SBCP, quando o tamanho “passa do limite”, a prótese pode forçar a pele e até a cicatriz  que se forma pós-cirurgia.
— As primeiras consequências são estrias e flacidez. Aumenta-se também a possibilidade de os seios caírem e, assim, perder o resultado da cirurgia. Há casos em que o organismo acaba expulsando a prótese para fora do corpo. Isso acontece porque quanto mais "forçada" estiver a região, mais o organismo vai reagir contra aquilo. É algo completamente antinatural. Fonte R.7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.