quarta-feira, 24 de outubro de 2012

TIRO NO PÉ

O tiro saiu pela culatra.
Algumas horas atras, tivemos a informação real de um caso inusitado em nossa cidade, não se fala em outra coisa nas calçadas e nos cantos das ruas a não ser, esse fato de uma certa senhora importada que desfilava em seu carrão cheio de indígenas e que se vestia de uma imagem impoluta de boazinha e se pintava com pinturas tradicionais indígenas para se passar de amiga dos índios Munduruku nas eleições em busca de votos para seu candidato derrotado. Essa senhora de poucos amigos contados em uma palma de mão, apoiou durante a campanha o candidato JÁ ERA PAPAI CAMINHANDO SOZINHO que perdeu nas urnas de lavada! Essa senhora, foi EXPULSA de Jacareacanga pelo delegado da policia civil do município por  incitar os índios a fazerem desordem na cidade, causando intimidação e medo nas pessoas de bem e famílias humildes,  devido o resultado da campanha eleitoral não ser favorável aos seus interesses pessoais! 
Hoje quando foi determinado a expulsão dessa senhora pelo delegado, alguns populares que sofrerá intimidação e perseguição, soltaram fogos para comemorar e parabenizar o delegado de policia civil de Jacareacanga pelo serviço prestado a coletividade. 
FF - Essa senhora deve ter realmente problemas de personalidades e conflitos pessoais com sigo mesma! Pois o seu curriculum de inimigos por onde ela tem passado, tem sido cada vez maior o índice de pessoas descontente com ela. Para preservar sua idoneidade  não será mencionado seu nome para evitar constrangimentos maiores diante da população. Mesmo sabendo que ela constrangia as pessoas as quais ela afrontou tirando fotos e expondo as pessoas para justificarem sua maldade!
O Blog não fará o mesmo!  
Essa é a maior de todas as humilhações, ser expulsa de uma cidade por causar profundos danos a sociedade."Uma coisa é certa; quem planta vento, certamente colhe tempestades". 
Na noite de terça (23) ocorreram boatos de uma possível invasão de guerreiros Munduruku, que supostamente iriam invadir a CASAI  e o Hospital , por represália a morte do indígena JOSÉ KURAP,  tuxaua da aldeia Jacaré Velho, que morreu de Pneumonia além de ter duas costelas quebrada o que pode ter sido uma das causas que levou o indígena a falecer por uma possível perfuração em seu pulmão, graças a Deus não houve tal ação, pois os indígenas foram contidos a tempo para evitarem algo bem pior. Logo cedo fomos informados pela enfermeira de plantão na Casai que a noite não houve nenhum incidente e nenhuma ameaça de ataque as instituições de saúde.

12 comentários:

  1. Sao coisa de perdedores aqui em Itaituba e a mesma coisa quem perdeu chora e diz q foi injustiçado, bolas se houve injustiça foi por part do perdedor q so sabe se falso nas eleiçoes. Não sei quem foi o seu canditado + se ele ganhou parabens pra quem perdeu so lamento.

    ResponderExcluir
  2. Viu como o mal nunca vence o bem!!!!!

    ResponderExcluir
  3. A vingança é um prato que se come crú!!!!Quem só conhece a maldade, nunca faz a bondade, pois não existe caridade, apenas a intenção de fazer o mal e tirar proveitos. Ela gastou muito dinheiro com a promessa de seu marido ser secretário de saúde. Ha coitadaaaaaaa.

    ResponderExcluir
  4. O povo de Jacareacanga tem um debito impagável com o delegado de policia civil, pois ele colocou o lixo pra fora com classe.

    ResponderExcluir
  5. Ei faro fino, vc lembra daquele blogueiro babão? ele perdeu tudo e agora é a vez dessa louca desvairada. a dose está quase completa agora.... JÁ ERA PAPAI.....

    ResponderExcluir
  6. TINHA UM VEREADOR QUE QUERIA DÁ PRA ESSA MULHER O TITULO DE CIDADÃ JACAREACANGUENSE. NÃO PRECISA MAIS ELA JÁ GANHOU O TITULO DA POLICIA DE PESSONA NÃO GRATA.

    ResponderExcluir
  7. Recebi alguns comentários que foge a regra e de forma anônima com palavões e calunias sobre a senhora da matéria, peço que moderem, caso seja agressivo seu comentário que assine para validar suas denuncias. Infelizmente é assim que as coisas acontecem para quem vive praticando maldades contra seus semelhantes.

    ResponderExcluir
  8. Cada um tem que carregar sua cruz! quem com ferro fere com ferro será ferida... Fez tanta maldade as pessoas dessa cidade que foi expulsa da cidade pelo delegado de policia civil.

    ResponderExcluir
  9. Agora ela sabe como é ser humilhada, já que ela humilhou tantas pessoas com aquele Nariz empinado de tanta soberba....Realmente o povo de Jacareacanga tem uma dívida impagável com o delegado de policia civil....Essa mulher já foi tarde mais de nossa cidade.

    ResponderExcluir
  10. Agora simm o lixo dessa vez foi colocado em seu lugar! lembre-se lugar de lixo é no lixo.kkkkkk

    ResponderExcluir
  11. Pessoas de má índole usam do pretexto de ajudar ao povo Munduruku com o fim escuso de tirar proveito de certas situações. O povo Munduruku tem a tradição de povo guerreiro e de proteger aos seus parentes. Acompanhei alguns movimentos indígenas, como o caso da aldeia Kururuzinho no rio São Manuel, ocasião em que 3 nações indígenas (Munduruku, Kayapó e Apiaká) se uniram para ajudar os Kayaby. Acompanhei a manifestação deste povo na cidade de Jacareacanga, por ocasião do assassinato de Lelo Akay Munduruku. Acompanhei uma reunião com o governo do estado em Belém e o resultado esta sendo a construção de uma unidade integrada de policia em nossa cidade. As lideranças Munduruku demonstraram coesão e muita responsabilidade em suas reivindicações. Infelizmente algumas lideranças indígenas (temos mais de 120 aldeias em Jacareacanga) se deixam levar por promessas levianas e sem nexo, ficando assim vulneráveis, sendo alvos fáceis como massa de manobra de pessoas aventureiras e que não têm nenhum compromisso com Jacareacanga. As autoridades federais e estaduais precisam ficar atentas a essas pessoas parasitas que vêm ao nosso município "garimpar" um meio de sobreviver, pois em seus locais de origem não têm nenhum prestígio. Excelente a atuação da polícia, pois a senhora em epígrafe na matéria estava agindo de forma nociva ao povo de Jacareacanga em especial ao povo indígena Munduruku.

    ResponderExcluir
  12. tudo na vida tei um preço............. ja era papai

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.