sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Ministério do Trabalho apura denúncias de escravidão


Santarém PA - 
Um grupo de procuradores e auditores fiscais do grupo móvel de combate ao trabalho escravo, do Ministério do Trabalho, veio de Brasília para o município de Santarém, localizado na região paraense do Baixo Amazonas, para averiguar denúncias de trabalho escravo e infantil na localidade.
Ministério do Trabalho apura denúncias de escravidão
Alguns pontos da cidade foram vistoriados para confirmar as denúncias. O lixão de Santo André foi um desses locais visitados, onde a equipe constatou a presença de crianças em prática de trabalho em condições sub-humanas na fabricação de carvão vegetal.
Ficamos impressionados com as condições precárias do local. O local é perigoso, e crianças trabalhando nesse lugar é uma situação inadmissível e o poder público não vai tolerar", afirmou Márcia Medeiros, Procuradora do Trabalho.
Alguns pontos da cidade foram vistoriados para confirmar as denúncias. (Foto: Reprodução/TV Liberal)
De acordo com os procuradores, 13 famílias permanecem em uma área que, segundo o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado em 2002 pela prefeitura de Santarém, por ser um lixão, deveria estar isolada, por essa razão, a prefeitura será notificada.
Equipe constatou a presença de crianças em prática de trabalho em condições sub-humanas na fabricação de carvão vegetal. (Foto: Reprodução/TV Liberal)
“A prefeitura de Santarém possui um TAC firmado perante o Ministério Público do Trabalho em que a administração pública municipal se obriga a cercar todos os lixões de modo a evitar o acesso de crianças e adolescentes a essa área de risco. Já há uma execução judicial por parte do Ministério Público do Trabalho neste consórcio com Ministério Público Estadual em face da prefeitura de Santarém visando o cumprimento desse TAC que foi firmado há mais de uma década”, esclareceu o Procurador do Trabalho, Allan Bruno.
A equipe também está apurando denúncias de trabalho escravo em algumas propriedades de Santarém.
A prefeitura de Santarém foi procurada para comentar o assunto, mas por telefone, disse que só vai se pronunciar quando for notificada e a partir daí vai tomar as providências necessárias.
Fonte: TV Tapajós e G1 Pará
Blog do Beto Paranatinga

BENERSON METAL, HUMILHADO E AMEAÇADO PELO GRUPO POLÍTICO DO GOVERNADOR JATENE.‏


BENERSON METALHoje fui hostilizado e até ameaçado pelo grupo dos políticos de Santarém ao tentar abrir os olhos do povo com relação ao PLIP que o Instituto dos Falsos lideres do Tapajós fizeram a mando dos políticos. 
Fiz um protesto tomando afrente do Deputado Alexandre Von na tribuna, ele que é serviente do nosso maior inimigo, o governador Jamente. 
Amigos a guerra esta declarada, eles querem enganar o povo com esse PLIP que é inconstitucional  mas fui lá e dei o recado ao nosso povo: 
A LUTA É NOSSA E NÃO DESSES POLÍTICOS APROVEITADORES!!! ESTAMOS AMPARADOS PELA LEI MAIOR DO NOSSO PAIS QUE É A CONSTITUIÇÃO FEDERAL. QUEREM ENGANAR VOCÊS MEU POVO! JÁ EXISTE UM PLIP QUE VAI NOS LIBERTAR, A LUTA É NOSSA! 
Falei até ser agarrado e retirado da tribuna, mas a mensagem ficou dita ao nosso povo graças a Deus!
Benerson Metal, apresentador de TV em Itaituba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.