quinta-feira, 28 de junho de 2012

SBT desiste de processar "Pânico" por "enterrar" Silvio Santos

SBT desistiu de processar "Pânico" por "enterrar" Silvio Santos
O departamento jurídico do SBT decidiu não pedir a cobrança de multa de R$ 100 mil pelo enterro que o "Pânico na Band" promoveu do personagem Silvio Santos, do humorista Wellington Muniz, no último domingo (24).
A ideia de um novo processo dividiu a direção do canal, que optou por deixar a brincadeira esfriar.
Desde o fim de maio, Silvio Santos proibiu legalmente o humorístico em imitá-lo, citá-lo ou de se aproximar dele. A ação foi concedida pelo desembargador Vito Guglielmi, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
A relação do Pânico com o apresentador desandou desde que o programa se transferiu da Rede TV! para a Band, no início deste ano. O SBT já havia tentado trazer a atração para o canal.
A situação piorou quando em uma tentativa frustrada de entrevista, o "Pânico" dublou Silvio Santos e colocou um palavrão em sua boca.
Na Band, comenta-se que o "Pânico" teve o amparo legal do departamento jurídico da emissora quando decidiu enterrar o personagem. Nas imagens, Wellington Muniz não estava totalmente caracterizado como o ex-dono do baú. O nome do apresentador também não foi citado.
Procurado, o SBT não quis comentar.
ALBERTO PEREIRA JR. / DE SÃO PAULO 
FOLHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.