sexta-feira, 15 de junho de 2012

SAÚDE


InfoFarmaDados da Associação Brasileira de Farmácias de Drogarias (Abrafarma) reforçam o avanço dosgenéricos no varejo nacional. Nos últimos cinco anos, as vendas dessa categoria cresceram sempre acima de 20%, totalizando no período um incremento de 169,52%.
"Os genéricos já são realidade no mercado nacional. Esse tipo de medicamento atrai cada vez mais o consumidor que preza por preços justos, mas sem abrir mão da qualidade do que adquire", avalia Sérgio Mena Barreto, presidente executivo da Abrafarma. 
Mais de dez anos após a quebra das patentes sobre os medicamentos, este consumo continua se disseminando mediante aproveitamento de programas sociais que subsidiam medicamentos das farmácias. "O objetivo de facilitar o acesso a medicamentos vem gerando resultados. Essa iniciativa permite que o consumidor escolha o quanto deseja gastar, além de cobrir as lacunas da rede pública de saúde", aponta. 
Informativo FARO FINO
Três medicamentos estarão disponíveis em mais de 20 mil estabelecimentos pelo país.
A partir desta segunda-feira drogarias credenciadas no programa Aqui Tem Farmácia Popular começam a distribuir gratuitamente remédios contra a asma. De acordo com o Ministério da Saúde, os três medicamentos – brometo de ipratrópio, diproprionato de beclometasona e sulfato de salbutamol – estarão disponíveis em mais de 20 mil estabelecimentos em todo o país. Para retirar os remédios, é preciso apresentar um documento com foto, o CPF e a receita médica dentro do prazo de validade.
A decisão de disponibilizar gratuitamente os medicamentos tem o objetivo de atender, prioritariamente, crianças com até 6 anos, já que a asma está entre as principais causas de internação nessa faixa etária. Em 2011, do total de 177,8 mil internações no SUS (Sistema Único de Saúde) em decorrência da doença, 77,1 mil foram crianças com essa idade. Além disso, cerca de 2,5 mil pessoas morrem por ano por causa da asma.
Ainda segundo o ministério, a incorporação dos medicamentos deverá ampliar o orçamento atual do Programa Saúde Não Tem Preço em R$ 30 milhões ao ano. Atualmente, o Farmácia Popular atende a 200 mil pessoas que buscam remédios para a asma, mas a previsão é que a gratuidade beneficie até 800 mil pacientes por ano. 
Fonte: Blog Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.