quinta-feira, 24 de maio de 2012

Lua sem MEL, leite derramado



caso no mínimo inusitado chamou a atenção dos 78 mil habitantes de Cacoal-RO. Um homem de 36 anos separou-se de sua esposa de 23 anos para ‘casar-se’ com o cunhado de 38. Flávio Serapião Birschiner estava casado há dois anos com Ana Paula Rochinha Birschiner. O casamento parecia um conto de fadas até aparecer o ‘Lobo Mau’. Pedro Rochinha Siqueira, irmão de Ana Paula, e até então melhor amigo e único confidente, hoje é odiado pelas duas famílias.
“é melhor um filho ser criado pelo pai e pelo
tio do que por uma mãe solteira”
Pedro Rochinha era conhecido na comunidade de Jardim Clodoaldo como um pastor íntegro e milagreiro. Em seus testemunhos se apresentava como ex-homossexual, e creditava ao espírito santo a reorientação de seu desejo sexual.
Ele que por oito anos se apresentou em boates gays sob o pseudônimo de Shirley Mac Lanche Feliz, depois de convertido virou o Pastor Rochinha. Com fama nacional por muitas vezes compareceu na qualidade de debatedor de temas ligados a ‘Religião & Sexualidade’ no programa Superpop da Rede TV.
Paula
acredita que seu casamento se desfez pela constante recusa em praticar sexo anal com o marido. Ela revela que “ele era obcecado por sexo anal, toda vez que transávamos ele pedia pra ao menos colocar a ‘cabecinha’. Eu sempre disse não por que acredito que ali não é lugar de entrar nada”.
Ela ainda afirma que confidenciou isso ao irmão que a disse: “não deixa mesmo não, além de ser pecado isso é sujo. E se der uma vez ele vai querer sempre”. Ana Paula acha que seu irmão se valeu desta informação estratégica para oferecer ao marido um diferencial competitivo.
Flavio deu entrada na justiça em um pedido de guarda definitiva dos filhos gêmeos por acreditar que “é melhor um filho ser criado pelo pai e pelo tio do que por uma mãe solteira”.
FONTE: Tribuna do Cacoal 
Texto e foto copiados do blog do JK
Ilustração e Animação: FARO FINO
Blog do Jk

3 comentários:

  1. Agora essa moda irá pegar de homens viverem com outro homem e a sociedade achar isso normal? Essa é uma aberração imputável aos olhos de Deus, tenho certeza que não agrada em nada a Deus isso que a humanidade está fazendo e a sociedade aceita pelos direitos humanos de cada cidadão, para mim isso é uma vergonha descabida....

    ResponderExcluir
  2. Onde vamos parar com essa pouca vergonha. é fim dos tempos mesmo, depois de ter tantas mulheres e tantos homens, isso é demais, tá faltando homens para atender a demanda de todas as mulheres e ainda me aparece desses. troca uma mulher que tem um sexo gostoso, para sentir o bafo de um outro homem roçando seu pescoço. Ele deve se realizar sendo puxado por outro homem no borogodó dele. kkkkk

    ResponderExcluir
  3. Isso é uma falta de respeito mesmo e tem gente que ainda aprova essa união. Se somos contra a essa palhaçada, somos processados, então quero ver quem irá processar Deus, pois Ele não aprova essa baixaria que o ser humano inventa aqui na terra. Agora ele encontro um para revidar quando ele tentar bater, sabemos que levará também. O AMOR É LINDO.kkkkk

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.