quarta-feira, 18 de abril de 2012

FESTA DE ÍNDIO

JACAREACANGA ESTÁ EM FESTA
Nesta quinta feira o blog FARO FINO, estará na comunidade indígena  KARAPANATUBA, registrando as festividade em alusão ao dia 19 de abril, onde se comemora o dia do índio. A comunidade fica a nove quilômetros em linha reta da sede do município, e é uma aldeia com mais de 500 índios Munduruku. Morada do Vice prefeito de Jacareacanga ROBERTO CRIXI e demais lideranças.                MUNDURUKU
O Secretário Municipal de Assuntos Indígena, CECÍLIO KIRIXI e assessores da prefeitura de Jacareacanga,  estarão se deslocando até a referida aldeia para participarem das festividades e comemoração do dia do índio, por terem sido convidados ao evento pelo TUXAUA da aldeia. Será o dia todo de festividades com apresentação cultural e tradicional dos índios Munduruku. Haverá varias modalidades inclusive a corrida do iço, arco e flecha, corrida de toras, cabo de guerra e a tradicional dança seguida de cânticos que representam a sua maior tradição. Haverá também um amistoso de futebol de campo entre as equipes visitantes.                         
 Í N D I O S    M U N D U R U K U    C A Ç A D O R E S 
 D E   C A B E Ç A 
O povo indígena Munduruku é pertencente ao tronco lingüístico Tupi, família linguística Munduruku; autodenomina-se Wuyjugu e, segundo os saberes difundidos oralmente entre alguns anciãos, a designação Munduruku, como são conhecidos desde fins do século XVIII, é como estes eram denominados pelos Parintintins, povo rival que estava localizado na região entre a margem direita do rio Tapajós e o rio Madeira. Esta denominação teria como significado “formigas vermelhas”, em alusão aos guerreiros Munduruku que atacavam em massa os territórios rivais.
Os Munduruku têm como seu território mais tradicional os campos interiores do alto Tapajós. No mito de origem, Karosakaybo criou os Munduruku na aldeia Wakopadi, situada nos campos centrais, próximo às cabeceiras do rio Krepori, local hoje situado nas proximidades do limite leste da terra demarcada em 2001.


As primeiras notícias sobre o contato das frentes colonizadoras com os Munduruku datam da segunda metade do século XVIII, sendo a primeira referência escrita feita pelo vigário José Monteiro de Noronha, em 1768, que os denominou “Maturucu” , quando foram avistados às margens do rio Maués, tributário do rio Madeira, antiga Capitania do Rio Negro – atual estado do Amazonas. Local onde, atualmente, existem comunidades desta etnia cuja história de contato e relações com a sociedade nacional, apresenta aspectos distintos das comunidades Munduruku situadas na região do alto Tapajós. 
DIA DO ÍNDIO - Arquivo FARO FINO
Os Munduruku estão em festa no dia do índio. Parabéns nação MUNDURUKU

Um comentário:

  1. Parabéns ao povo indígena do Brasil e especialmente aos índios Munduruku que sempre fazem uma grande comemoração alusiva ao dia do índio. Deus abençoe esse povo com ricas bençãos.

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.