sábado, 7 de abril de 2012

Curso capacita estrangeiros sobre hortas e alimentação

Curso capacita estrangeiros sobre hortas e alimentação
O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) promove, de 9 a 13 de abril, em Brasília, o curso Horta Escolar como Estratégia de Educação Alimentar no Âmbito de Programas de Alimentação Escolar Sustentáveis. A capacitação vai reunir representantes de 16 países da África, América Latina e Caribe. O objetivo é capacitar os participantes sobre a melhor forma de utilizar a implantação de hortas nas escolas como ferramenta de educação alimentar. Responsável pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que atende 45 milhões de alunos diariamente no Brasil, o FNDE promove o curso em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Durante a capacitação, os participantes vão conhecer a experiência brasileira na implantação de hortas em escolas públicas e de como esse instrumento pode servir para aprimorar a educação alimentar dos estudantes. “A horta é uma ferramenta que pode ser utilizada nas escolas como um projeto pedagógico para a formação de hábitos alimentares saudáveis”, afirma Albaneide Peixinho, coordenadora-geral do Pnae. Experiência brasileira – Criado em 2005 numa parceria entre FNDE e FAO, o projeto Educando com a Horta Escolar foi implantado em escolas de mais de 70 municípios brasileiros. Voltado para alunos do ensino fundamental da rede pública, o projeto proporcionou o plantio de hortas nas unidades de ensino e focou no aprendizado interdisciplinar a ser desenvolvido em torno da atividade, seja na formação de hábitos alimentares saudáveis, na conscientização sobre a preservação do meio ambiente ou no ensino de forma lúdica e prática de disciplinas como português, matemática e biologia. “O projeto brasileiro virou referência na FAO e serviu como base para a implantação de iniciativas similares em outros países da América Latina e Caribe”, informa Albaneide. Este ano, em parceria com a Universidade de Brasília, o projeto será ampliado e terá a inclusão de um novo eixo, a gastronomia. O intuito é investir em cardápios mais elaborados para promover a adoção de hábitos alimentares saudáveis. Assessoria de Comunicação Social do FNDE. (Fonte Blog da Dilma)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.