domingo, 1 de abril de 2012

ITACOATIARA O FUTURO É AGORA!

   ITACOATIARA  
FOTO DE ITACOATIARA TIRADA DE SATÉLITE.
Itacoatiara -O FUTURO É AGORA! É um documentário da visão atualizada e  futurista que eu tenho a respeito do nosso município de Itacoatiara para os anos de 2011 a 2016, quando Itacoatiara experimentará um grande desenvolvimento econômico. Minha visão se baseia nas informações dos projetos que se apresentam no cenário sócio-econômico para Itacoatiara. A minha experiência e participação no movimento social, no meio empresarial e político, tem me proporcionado através da leitura da conjuntura política e econômica, seja no Fórum de Debate Permanente pelo Desenvolvimento Econômico de Itacoatiara ou nos Encontros, Conferências, Associações Comerciais, onde se discute o interesse do desenvolvimento do município. 
O outro ponto fundamental do nosso desenvolvimento econômico é a chegada do Linhão de Tucuruí trazendo energia potente da Hidrelétrica de Tucuruí-Pará, que com a aprovação da Lei Federal nº 2633/11 que está tramitando na Câmara Federal, que trata da Extensão dos Incentivos Fiscais da Zona Franca de Manaus para Região Metropolitana, nos dá a possibilidade de termos aqui um Distrito Industrial  para exploração da silvinita, balchita, petróleo, gás, madeira, piscicultura, agro-negócio, transporte, turismo etc.
Deus nos abençou “como a cidade da Pedra Pintada:” pintada pelo magestoso rio Amazonas, o maior rio do mundo. Pintada pelas dezenas de lagos, de onde todos os dias toneladas de peixes são colocados a nossa disposição. Pintada pela exuberante floresta e pelos diversos tipos de minérios no nosso subsolo como: Silvinita, Petróleo, Argila. Pintada por uma agricultura que nos coloca como o maior produtor de abacaxi do Estado. Pintada por uma juventude estudiosa, que sonha na expectativa de que a terra da Pedra Pintada foi pintada por Deus para ser uma bênção.
O futuro é agora!
Foto do Terminal da PETROBRAS/EM ITACOATIARA.
Este TERMINAL DE DISTRIBUIÇÃO DE PETRÓLEO é uma grande obra da PETROBRAS aqui em Itacoatiara. A obra está sendo edificada pela empresa EQUATORIAL LOG. Um investimento de mais de 100 milhões de reais. Este empreendimento iniciou no ano de 2011 e tem previsão de conclusão em 2013. Está sendo construídos 28 tanques gigantescos de ferro com capacidade de armazenar mais de 100 milhões de litros de combustível. Itacoatiara será a matriz da distribuição de todo combustível que vai abastecer os estados do Amazonas, Rondônia e Roraima e parte do Pará.
O Terminal está sendo construido no bairro do Jauary, onde funcionou a indústria de madeira da Carolina Ltda. Bem de frente para o rio Amazonas.

Os benefícios deste terminal para Itacoatiara:
Agora na construção: geração de centenas de empregos, pagamento de tributos ´para o município, compra de material de construção na cidade: areia, seixo, piçarra, e outros. E circulação de mais dinheiro na cidade.
Quando estiver funcionando: geração de centenas de empregos, tanto no terminal, quanto no transporte do combustível para região; movimentação de navios petroleiros descarregando combustível; movimentos de empurradores e balsas no transporte de combustível nos rios e de carretas- pipas na estrada AM-10.
Também apartir do funcionamento do terminalO empreendimento pagará de Royalties, ISS e ICMS, aproximadamente 10 milhões de reias por mês. É um recurso de grande importância para omunicípio. O gestor público (prefeito) não precisará mais ficar de pires na mão na porta do Governador. Hoje a receita mensal do município, entre os repasses de Fundo de Participação (Governo Federal) e ICMS ( Governo Estadual) e os tributos municipal não passa de 9 milhões por mês.
LINHÃO DA HIDRELÉTRICA DE TUCURUÍ-PARÁ.
(UMA DAS MAIORES OBRAS DO GOVERNO FEDERAL PARA O ESTADO DO AMAZONAS)
Graças a Deus, Itacoatiara está sendo abençoada. Este terminal de distribuição de combustível da PETROBRAS será o passo número um da alavancada do desenvolvimento sócio-econômico do nosso município. Graças à Deus que nos localizou com uma geografia extratégica: Lado esquerdo do rio Amazonas, rio que nos liga com estado do Pará e com a Europa, Africa, Asia. Confluência com o Rio Madeira que nos liga com estado de Rondônia e por rodovia com o resto do Brasil. Ligação pela  rodovia AM-10 com Manaus e com Estado de Roraima pela BR-174 que nos liga a Venezuela e Caribe.
O Linhão da Hidrelétrica Tucuruí do Estado do Pará para o Estado do Amazonas é um Projeto do Governo Federal de integração energética de todo país – denominado. Sistema Interligado Nacional da ELETROBRAS.
O custo do linhão está orçado no valor de R$ 1,3 bilhão. As obras de construção do linhão já estão acontecendo. A responsabilidade da obra é da MANAUS TRANSMISSORA DE ENERGIA S.A. – que é um consórcio de empleiteiras, dentre elas está a TABOCAS PARTICIPAÇÕES EMPREEDIMENTOS S.A., que está responsável pelo linhão na extensão que passa de Itacoatiara/Manaus. A empresa tem uma base de trabalho na Vila de Lindóia – Km 180 da Estrada AM-10 e no Rio Preto da Eva, onde já emprega centenas de trabalhadores. E está contribuindo hoje com um significativo pagamento de tributos municipais, além de fazer cricular alguns milhões de reais na região na compra de materiais, alimentação, geração de empregos e outros.
ITACOATIARA está incluida no recebimento de energia elétrica deste linhão, que com certeza vai fazer a diferença no que diz respeito ao desenvolvimento sócio-econômico de nosso município. Hoje nem uma empresa de grande porte pode vir se instalar em nossa cidade por falta de energia, e isto é uma realidade muito triste, pois temos uma grande população de jovens aptos ao mercado de trabalho, porém não temos energia para a instalação de empreendimentos que possam gerar empregos aqui. Hoje a capacidade de energia oferecida pela AMAZONAS ENERGIA S.A. é da ordem de 16 megawatt, quando o linhão chegar a Itacoatiara esta capacidade será de 100 megawattEnergia potente para funcionar um Distrito Industrial.
Nota: Itacoatiara com 135 anos de existência, ainda sofremos com os apagões diários, que nos causam muitos transtornos. Acreditamos que tudo isso vai mudar quando o Linhão de Tucuruí chegar a nossa cidade em 2013. Temos que dá graças a Deus que ouviu o clamor do povo brasileiro que há muito tempo viveu sob os desmandos de governantes corruptos onde apenas uma elite se beneficiava do poder central. As mudanças começaram em 2003 quando o povo brasileiro acreditou em LULA, operário metalúrgico que mudou a história da nação. Implantou um programa nacional denominado “LUZ PARA TODOS”. Foi apartir de Lula no poder que o Brasil começou a experimentar um novo tempo de desenvolvimento sócio-econômico. A ELETROBRAS está colocando luz para todos em todas as comunidades de nossa Itacoatiara. É certo que tem que se buscar, revindicar, cobrar e colaborar e isto está fazendo o gestor Antonio Peixoto. É bom que se diga que o projeto do Governo Federal de luz para todos, vem destes 2003, porém, aqui em Itacoatiara e com o Mamoud Amed como prefeito ele não deu prioridade ao projeto e nem uma comunidade durante os oito anos de seu mandato não foi colocado em nenhuma comunidade o programa Luz Para Todos. Infelismente tem muita gente que se faz de cego para não ver o descaso deste homem com o povo do interior.
EXTRAÇÃO DA SILVINITA
SILVINITA: É um minério do qual se extrai o potássio que é um dos componentes para fabricação de fertilizante para agricultura. Aqui em nossa região e principalmente aqui em Itacoatiara está a maior reserva de silvinita do mundo. Os depósitos da nossa reserva têm 1,15 bilhões de toneladas. Que vale no mercado US$ 587,8 bilhões,  informação do relatório do IBRAM/2008.
Os municípios de Itacoatiara, Nova Olinda do Norte, Autazes, São Sebastião do Atumã, Silves, Itapiranga, Urucurituba e Borba, são os municípios onde está concentrada a reserva deste mineral entre 750 a 1000 metros de profundidade. Aqui em Itacoatiara, a SILVINITA se concentra nas comunidades Fazendinha (lado direito do Rio Madeira) na boca do Rio Madeira, Mandiy, Ilha do Cumaru, Arapapá e rio Arary. 68% da reserva da silvinita estão no subsolo de Itacoatiara.
NOTA: Em 2008, o Jornal À Crítica de Manaus, publicou várias matérias sobre a silvinita. Na maioria das matérias focalizava o Municipio de Nova Olinda como a terra da silvinita. Em uma dessas matérias de propaganda, defendendo o município de Nova Olinda como o lugar onde estava concentrado o maior volume de silvinita, eu tomei as dores de Itacoatiara. Liguei para o jornalista, autor da matéria e questionei-o sobre a fonte daquela informação, pois eu não aceitava de modo algun se publicar que Nova Olinda era o município da silvinita. O jornalista me disse que sua fonte de informação era os técnicos da CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Mineral). Fiz contacto com a chefia da CPRM e fui até a capital me encontrar com um geólogo da companhia. O geólogo Silvio me recebeu em seu gabinete na CPRM e me disse que a razão de informar que a silvinita pertencia a Nova Olinda era o Mapa do Estado do Amazonas que indicava que o lugar denominado de Fazendinha no Rio Madeira pertencia ao município de Nova Olinda. Eu discordei da informação e disse ao geólogo que àquele mapa estava equivocado, pois o lugar denominado “Fazendinha” pertencia ao município de Itacoatiara. Disse que eu conhecia a localidade e afirmei que lá tinha duas comunidades organizadas e assistidas por Itacoatiara. Disse que na comunidade de Santa Luzia na Fazendinha, tinha escola municipal, centro social e até funciona duas urnas eleitoral mantidas por Itacoatiara. Portanto o local pertence à Itacoatiara. O geólogo me levou em outra sala onde me mostrou um grande mapa do Estado do Amazonas colocado na pareide da sala. Naquele mapa o município de Nova Olinda constava como seu limite com Itacoatiara o igarapé do Arapapá, seguia por uma linha até o Lago do Batista, cortava a Ilha do Cumaru até a vila do Amatary. Portanto todas as ilhas do rio Amazonas (parte de cima) pertenciam a Nova Olinda e praticamente todo rio Arary, Mandiy, Arapapá, Boca do Madeira e Fazendinha por este mapa pertenciam a Nova Olinda. Eu discordei e disse ao geólogo Sílvio que eu ia procurar concertar o erro do mapa, buscando a Lei. No mesmo dia fui ao IBGE, onde eu conseguir uma cópia da lei de 1985 que tinha feito a auteração dos limites. A referida Lei foi auterada por decreto do então Governador Gilberto Mestrinho.  Porém, por cobrança na Justiça feita por várias Câmaras Municipais que discordavam da auteração de seus municípios, a lei foi revogada e voltou a ficar como era antes os limites dos vários municípios.  Só que o mapa foi confeccionado durante a validade da lei de 1985 e por isso se dizia que a Fazendinha pertencia à Nova Olinda.  Ainda neste dia, fui ao IPAAM, e solicitei da presidente do órgão Dra. Iracema Alencar, uma cópia de um mapa atualizado. De pronto ela nos atendeu e autorizou a confecção de 03 mapas atualizados onde os limites de Itacoatiara e Nova Olinda fica no igarapé da Jararaca em frente da Vila de Urucurituba-Autazes, segue numa linha pelo lago do Campo e curupirinha e todas as comunidades do rio Arary pertence à Itacoatiara. De posse dos mapas das informações procurei o prefeito Mamoud Amed e coloquei pra ele a situação para que ele tomasse as medidas cabíveis, pois do jeito que estavam divulgando errado, Itacoatiara ia ter prejuiso. Por exemplo, na época o então Senador Jerferson Péres já tinha feito uma emenda no Orçamento da União na ordem de R$ 80 milhões de reais para que o Linhão de Tucuruí fosse pelo lado direito do Rio Amazonas passando de Santarém para Maués e de Maués a Nova Olinda por causa da silvinita. Itacoatiara ia perder o Linhão de Tucuruí. O prefeito disse que já estava tomando as providências. Depois de um mês sem ver uma ação se quer do prefeito Mamoud, eu procurei o vereador Peixoto do PT para fazer a denúncia. Após isto, fomos a CPRM com Peixoto e o José Ivam reprentando a ASSOCIAÇÃO COMERCIAL e lá na CPRM nos reunimos com toda cúpula do órgão. Depois solicitamos ao Dep. Nelson Azedo para solicitar uma audiência pública na Assembléia Legislativa, que aconteceu com a presença dos deputados estaduais, representantes de Itacoatiara e Nova Olinda. Os jornais da capital publicaram que os dois municípios estavam em pé de guerra por causa de seus limites e da silvinita. Concluindo: depois de duas reuniões na ALE com a representação dos dois municípios e as autoridades do Governo do Estado, foi determinado que a validade fosse do novo mapa, baseado na Lei de 1.982. Os vereadores de Nova Olinda nos chamaram de urubus e outros nomes impublicáveis. Um determinado vereador bateu na mesa e saiu gritando dizendo que nós estávamos roubando o minério deles. O prefeito de Nova Olinda Denilson Reis, disse que ia à Justiça cobrar o direito de seu município.. Essa é uma parte da história da Silvinita.
 Nossa conclusão: De conformidade com o verdadeiro mapa a maior parte da Silvinita está em Itacoatiara. Infelismente a imprensa de Manaus continua dizendo que Nova Olinda é a terra da Silvinita e por conta disso o Governo do Estado colocou em Nova Olinda uma escola de mineração. Graças a Deus, que a emenda do Orçamento da União não foi aprovada, e o linhão de Tucuruí  veio pelo lado esquerdo do rio Amazonas benenficiando Itacoatiara.
A silvinita é um minério de alto valor no mercado nacional e internacional, do qual se extrai o POTÁSSIO, (um dos elementos minerais para composição do NPK, o fertilizante de maior consumo usado na nossa agricultura).
O Brasil tem necessidade do potássio para a fabricação do fertilizante. Hoje, ano de 2011 o Brasil importa mais de 5 bilhões de reais em  potássio para atender a agricultura do país.
E é aqui em Itacoatiara que está à maior reserva de Silvinita do mundo. O mais importante, porém não é a extração da Silvinita em si, mas o processamento industrial do potássio aqui mesmo em Itacoatiara que dependerá da nossa luta agora em 2012 junto ao Governo do Estado para dotar nossa cidade de infra-estrutura capaz de ser atrativa aos investimentos do setor industrial de fertilizante. As fabricas de fertilizantes devem se instalar aqui em Itacoatiara gerando muito emprego e royalties para o Município.
Nossa previsão da exploração da silvinita dar-se-a partir de 2014 tempo que estamos com a energia do linhão de Tucuruí já instalada em Itacoatiara.
Discurso da Presidente DILMA ROUSSEFF sobre a Silvinita:
A presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou, nesta quarta feira,  que o Brasil vai  explorar a jazida de silvinita  do Amazonas, de propriedade da Petrobras. A maior reserva do mundo de silvinita, de onde é extraído o potássio, fica na região do município de Nova Olinda do Norte (a 135 quilômetros a sudeste de Manaus). O potássio é o principal insumo para os fertilizantes.
De acordo com Dilma, o Brasil irá perseguir a autossuficiência na produção de fertilizantes, insumos essenciais na produção agrícola e que influenciam diretamente no preço dos alimentos que chegam aos consumidores brasileiros. “Nos queremos ser autossuficientes em fertilizantes. É um absurdo importar 60% (do consumo interno) porque vamos ficar na mão sempre de oscilações muito grandes do mercado. Vai ter momentos que eles (os fabricantes de fertilizantes) vão cobrar de nós preço de ouro”, disse ela em discurso na cidade mineira Uberaba, acrescentando que o Brasil irá investir cerca de R$ 11 bilhões na área de fertilizantes.
A presidente lembrou que durante a crise financeira mundial de 2008, que provocou a alta dos preços dos alimentos, o governo tomou a decisão de aumentar a produção brasileira de fertilizantes.
A exploração da reserva no Amazonas daria para suprir toda a demanda de fertilizantes do País, que atualmente importa mais da metade do minério utilizado para este fim, e ainda sobraria para exportar.
A incidência de silvinita em Nova Olinda do Norte já é conhecida desde a década de 80, quando a Petrobras descobriu a jazida de Fazendinha, com capacidade de exploração de 1 bilhão de toneladas do minério, segundo levantamentos iniciais. No local, a companhia encontrou petróleo nos anos 50. Mas, até hoje, o projeto ainda não saiu da fase de pesquisa.
Em 2009, outra empresa, a Potássio Brasil, anunciou a descoberta de uma área de silvinita próxima à concessão da Petrobras. A jazida está a 841 metros (m) de profundidade,  enquanto que nos poços da Petrobras,  a silvinita foi encontrada a 980 m e até 1,2 mil metros, com teor médio  de 32,59%.
O Brasil consome pouco mais de 4 milhões de toneladas de potássio por ano. Cerca de 90% deste total é importado, sobretudo do Canadá e da Rússia, dois grandes produtores do nutriente.
Na cerimônia em Uberaba foi assinado um protocolo de intenções entre a Petrobras, o governo de Minas Gerais e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para a construção de uma fábrica de amônia na cidade. Assim como o potássio, a amônia é usada para a produção de fertilizantes e, com a fábrica, a intenção é reduzir a necessidade de importação de amônia, que atualmente vem, principalmente, de Trinidad e Tobago e da Venezuela.
Petrobras desfez contrato para extrair minério
Quando era ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff cancelou o negócio de R$ 150 milhões firmado entre a Petrobras e a Falcon Metais Ltda., uma subsidiária brasileira da companhia canadense controlada pelo banco mercantil Forbes & Manhattan. A empresa venceu a licitação aberta em 2008 pela Petrobras para explorar a jazida que se espalha pelos municípios de Nova Olinda do Norte, Itacoatiara, Itapiranga, Autazes, Borba, Silves e São Sebastião do Uatumã.
A justificativa do governo foi por razões estratégicas, ao anunciar  que começava a preparar a mudança na legislação de exploração mineral, o novo Código Mineral, que atualmente está sendo elaborado.
Além da empresa, a decisão não agradou setores do próprio governo, como o então ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinholds Stephanes. A pasta enfrentava pressões dos grandes produtores com os elevados custos na importação de fertilizantes pela elevação dos preços em meio à forte demanda internacional, antes da crise financeira mundial.
A extração da silvinita já está nos planos do Governo Federal. A Presidenta Dilma já fez duas declarações a esse respeito, uma em Uberaba/MG em um encontro com empresários do agro-negócio e a outra vez em Manaus em 2011.
O projeto de exploração da silvinita/potássio está dentro do Planejamento Extratégico do Governo Federal – PAC da Região Norte. O programa aponta para instalção de indústrias, principalmente do setor mineral e um corredor de exportação denominado “Arco Norte”, abrangendo os Estados de Rondonia, Amazonas, Pará e Maranhão, cujo valor orçado é da ordem de R$ 212 bilhões. Fonte de informação: DNPM.
Em setembro de 2011, quando da sua visita a Manaus para o lançamento do programa de combate ao cancer de mama, a Presidente DILMA quando entrevista por dezenas de jornalistas disse: “Vamos explorar o potássio do Amazonas, pois o Brasil precisa deste mineral para fortalecer a nossa agricultura”.
Previsão da Exploração: Com a energia do Linhão de Tucuruí chegando a Itacoatiara até o ano de 2013. Temos a previsão de que em 2014 se inicia a estruturação para exploração da silvinita.
EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO EM ITACOATIARA
Há 20 anos passados a empresa de pesquisa TGB encontrou petróleo em nosso município, eu creio que agora a Georadar está apenas confirmando a existência do petróleo.
A empresa GEORADAR LEVANTAMENTOS GEOFISÍCOS, já está fazendo um estudo geofísico em nosso Município e região, para confirmar entre outros minérios o Petróleo.
A sede da empresa está localizada na Estrada AM -10 (Manaus/Itacoatiara), km 09 de onde espalha seu pessoal por toda região.
Benefícios atuais: geração de centenas de empregos. Compras no comércio local. Pagamento de tributos, circulação de dinheiro na cidade.
Benefícios em longo prazo: Confirmando a existência de petróleo na região, naturalmente a PETROBRÁS vai ter o interesse de fazer a exploração. Isto possibilitará a implantação de mais uma refinaria no Estado e dessa vez aqui em Itacoatiara. Uma refinaria além de centenas de empregos, ainda tem os royalties do petróleo que será pago ao município.
PORTO DA ZONA FRANCA:
Itacoatiara pela sua importante localização extratégica será beneficiada mais uma vez com recursos do Governo Federal na construção de um Porto Fluvial de grande porte, para atender a demanda de cargas que abastecem o Distrito Industrial de Manaus. Por isso eu afirmo qur Itacoatiara será o Porto da Zona Franca. A razão para isso é que a cada ano que passa o rio Amazonas está sofrendo mudanças significantes no seu leito. As secas podem ser tão grandes em tempo curto que navios de grande calado não consigam navegar e chegar até o porto de Manaus. O distrito industrial pode sofrer um colapso pela falta de insumos para produção industrial. Daí a necessidade de se contruiir com certa urgência um porto de primeira qualidade aqui em Itacoatiara. Segundo as informações do Ministério dos Transportes, já existe recursos do PAC sendo disponibilizado.
O município e o Governo do Estado através da Secretaria da Região Metropolitana devem com urgência colocar este assunto em pauta para definir data de inicio das obras que previmos para 2012.
NOTA: Itacoatiara, extratégicamente é uma cidade portuária. Aqui já atracou centenas de navios do mundo todo levando cargas: castanha, juta, borracha, madeira, sova. Hoje, todos os dias têm vários navios ancorados na frente da cidade esperando sua vaga para carregar soja no porto da Hermasa.
 REVITALIZAÇÃO DO PÓLO MOVELEIRO e MADEIREIRO
Itacoatiara voltará a revitalizar seu pólo madeireiro e moveleiro, pois o nosso município é o melhor posicionado geograficamente para o setor madeireiro do Estado. A Secretaria da Região Metropolitana de Manaus já tem um projeto que diz respeito à revitalização do setor.
O Estado do Amazonas tem a maior reserva florestal do planeta. Com 1.500.000.000 Km2 (um milhão e quinhentos mil kilometros quadrados). Dentro desta extensão geográfica em se fazendo manejo florestal correto e científico, retirando apenas 25 m3 por hectares teremos um aproveitamento de 375.000.000 milhões de m3 de madeira apropriada para produção de madeira serrada, laminada e compensada, que renderia nos preços atuais de mercado aproximadamente 45 trilhões de reais. O Estado não pode perder de vista esta matéria prima que é primordial para gerar milhares de empregos e divisas para a nação. E Itacoatiara é o município melhor geograficamente preparado para receber esta matéria prima e o que tem o maior número de trabalhadores preparados para o processamento industrial. Portando é necessário que tenhamos a capacidade política de mostrar ao governo a importância de um Projeto Madeireiro para o Estado do Amazonas com a visão de tornar o setor madeireiro do estado como um grande parceiro do desenvolvimento estadual.
Visualizando este potencial do setor madeireiro e moveleiro é que acredito que o Governo Federal e Estadual ainda vai trabalhar no sentido de promover a exploração madeireira do estado e Itacoatiara vai ganhar novamente em potencial neste setor.
REESTRUTURAÇÃO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA
 Com 45% da nossa população morando na zona rural. Com 265 km. de distância de MANAUS – (maior centro consumidor de alimentos do Estado).  Investir no setor agrícola  deve ser uma prioridade dos governos Estadual e Municipal, para isso é necessário que a SEPROR e Secretária Municipal de Agricultura estabeleçam os tipos de cultura agrícola que devam ser cultivadas no Município entre elas: o guaraná, graviola, abacaxi, maracujá, mandioca, piscicultura, e outros. (Existe uma empresa do Paraná interessada em instalar uma indústria aqui na Vila de Novo Remanso para processar suco e doce de abacaxi e outras fruta).
É necessário oferecer aos nossos agricultores, novas tecnologias de produção. Técnicas para adiminstrar seus negócios com eficiência. E necessário se fazer com urgencia a reestruturação da nossa agricultura, com base na analise do solo, tipo de cultura, escoamento, transporte, mercado e preparação de mão de obra especializada.
IMPLANTAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOS NA ÁREA DE SERVIÇOS:

Vários empreendimentos do setor de serviço deverão se estabelecer nesta engrenagem do desenvolvimento, como: Transportadoras (tanto marítimo como terrestre e aérea), Hotéis, Restaurantes, Shopping, Oficinas especializadas, Estaleiros, Escritórios de Representação Comercial, etc.

Fonte de informação:
AUTOR:  ADEMAR VIEIRA MARQUES – E-mail: ademar_marques10@hotmail.com

Este material foi publicado com o objetivo de colocar em suas mãos, informações sobre previsão de empreendimentos econômicos que já estão se instalando e outros que se instalarão entre 2011 a 2016 em Itacoatiara.
FF - Material enviado a redação do blog para divulgação.

3 comentários:

  1. Itacoatiara é uma cidade privilegiada em tudo, só que falta para essa terra políticos de caráter e vergonha na cara! Valeu faro fino boa matéria. Eu trabalho na prefeitura e disso eu entendo quando digo que falta políticos sérios, já passaram tantos por aqui e só deixaram essa cidade pobre e eles ficaram ricos e deixaram estagnada no tempo nossa velha serpa.

    ResponderExcluir
  2. Tem que mudar essa velha guarda saudosista da politica de Itacoatiara, senão nossa cidade ficará sempre assim, as riquezas passam para outros municípios em quanto o povo fica a ver navios...Paulo do Mutirão

    ResponderExcluir
  3. Deixo apenas essa frase para cada cidadão Itacoatiarense meditar!
    "A maior de todas as Maldades é não praticar a Bondade". Nossa cidade poderia ser bem melhor se cada um fizesse sua parte!Ivânio

    ResponderExcluir

Seja prudente em seus comentários, agradeço sua visita.